Nem toda tontura é labirintite

  • 0

Nem toda tontura é labirintite

Categoria : Sem categoria

Labirintite-810x462

Saiba quais são os possíveis problemas que causa o incômodo:

A tontura é uma das maiores queixas nos consultórios, ficando abaixo apenas da dor de cabeça, principalmente entre os idosos. A sensação, mesmo quando intensa, pode ocorrer por um problema leve e ser momentânea, mas também pode ser indício de alguma doença mais séria. Em ambos os casos compromete a qualidade de vida.

O sucesso do tratamento depende totalmente da identificação da causa da tontura. É preciso conversar com o paciente, entender o que ele descreve como tontura e saber a frequência e a duração das crises. Há também um exame que deve ser realizado que, além de ser preciso, não desencadeia tontura na hora do teste: o paciente coloca um óculos com dois sensores ― um de movimentação da cabeça e outro que detecta a movimentação ocular. Desta forma, é possível identificar, a partir de pequenos impulsos da cabeça, a relação entre o movimento produzido e o movimento reflexo dos olhos e, deste modo, analisar o funcionamento do labirinto.

O diagnóstico é fundamental para direcionar o tratamento e a medicação correta. Muitos pacientes acabam procurando remédios para labirintite, que não está nem entre as dez principais causas de tontura. A maioria deles possui outra doença do labirinto, sendo a mais comum a Vertigem Posicional Paroxística Benigna (VPPB), que é tratada no consultório. Esses pacientes costumam se beneficiar com alguns movimentos na cabeça sem a necessidade de medicamentos. É importante ressaltar que medicamentos para a tontura usados indiscriminadamente podem até agravar o problema, finaliza.

Fonte: REVISTA PENSE LEVE


Deixe um Comentário

Pesquisar

SIGA-NOS NO FACEBOOK